Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Pró-Pecã

Pró pecã
Pró pecã

O Programa Estadual de Desenvolvimento da Pecanicultura – Pró-Pecã foi lançado em 2017, durante a Fenasul/Expoleite, junto com a instalação da Câmara Setorial da Noz-Pecã. Seu principal objetivo é aumentar a área cultivada e a produção de frutos de noz-pecã, gerando emprego e renda no meio rural e incentivando as agroindústrias de beneficiamento e fornecedores de equipamentos para essa cadeia produtiva no Estado do Rio Grande do Sul.

No Estado, existem cerca de mil produtores que cultivam 3.500 hectares em diferentes regiões. A Secretaria pretende fazer um cadastro das áreas de produção de noz-pecã a fim de elaborar um planejamento estratégico para os próximos 15 anos.

Pró-Pecã tem como finalidade criar uma rede de integração e cooperação entre governo, produtores e demais representantes da cadeia produtiva.

PROGRAMA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO DA PECANICULTURA 

  • O Rio Grande do Sul possui boas condições de clima e solos para a produção de noz-pecã; 

  • O Brasil é grande importador de nozes; 

  • A pecanicultura pode gerar renda sendo alternativa  para pequenas médias ou grandes propriedades; 

  • A pecanicultura pode ser integrada a sistemas agroflorestais e à pecuária; 

  • O Rio Grande do Sul é o maior produtor e beneficiador de noz-pecã do Brasil;

 OBJETIVOS DO PROGRAMA 

- Coordenar e impulsionar o desenvolvimento de uma pecanicultura moderna, sustentável, competitiva; 

- Contribuir para geração de renda dos agricultores e para desenvolvimento de agroindústrias; 

- Consolidar a pecanicultura no Estado do Rio Grande do Sul; 

- Integrar a pesquisa, a assistência técnica com produtores; 

 - Apoiar e divulgar a produção de mudas de boa qualidade (sanidade e genética).

ASSISTÊNCIA TÉCNICA 

Antes de plantar, consulte um técnico da rede de escritórios da Emater/RS, prefeituras, ou iniciativa privada.

ESTRATÉGIA 

- Parceria entre Secretarias de Governo do Estado, prefeituras, Emater/RS, Ministério da Agricultura, Embrapa, universidades, produtores rurais, viveiristas, industriais, bancos  e demais instituições públicas e privadas envolvidas com o setor;

- Reuniões da Câmara Setorial da Noz-pecã. 

PARCEIROS

Pecanicultores
Viveiristas
Indústrias
SEAPI
SDR
Emater/RS
Embrapa
Ministério da Agricultura
Prefeituras Municipais
Universidades

AGENTES FINANCIADORES

Banrisul
Badesul
BRDE
Banco do Brasil
Sicredi 

 

00:00:00/00:00:00

Lançamento do Pró-Pecã

A Secretaria lançou, durante a Fenasul 2017, o Programa Estadual de Desenvolvimento da Noz-Pecã, e sua respectiva Câmara Setorial. Trilha: Ping Ding by Martijn de Boer (NiGiD) (c) copyright 2014 Licensed under a Creative Commons Attribution Noncommer Crédito: Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação RS

Decretos nº 53.549 e nº 53.550, que instituem o Programa Estadual de Desenvolvimento da Pecanicultura e a Câmara Setorial da Noz-Pecã (.pdf 1,43 MBytes)

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação