Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

21ª Fenarroz é aberta oficialmente em Cachoeira do Sul

Publicação:

Secretária Silvana Covatti participou da solenidade de abertura oficial da 21ª Fenarroz
Secretária Silvana Covatti participou da solenidade de abertura oficial da 21ª Fenarroz - Foto: Evandro Oliveira
Por Elaine Pinto e Évelyn Centeno

A  21ª Feira Nacional do Arroz – Fenarroz teve sua abertura oficial nesta sexta-feira (15), com a presença da secretária de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti. A feira, realizada em Cachoeira do Sul, segue até este domingo (17).

A secretária Silvana Covatti destacou a importância do setor orizícola para a economia do Estado, especialmente no período mais crítico da pandemia. "Estamos nos reinventando, procurando renovar a economia do nosso Estado. E esta economia não vacilou em tempo de pandemia, tivemos alimento na mesa; alimento esse que veio, também, dos produtores de arroz", pontuou. 

A produção de arroz no Rio Grande do Sul, na safra passada, foi de 8,5 milhões de toneladas de arroz, em uma área de 945,5 mil hectares. "Acredito que a alta produtividade obtida é resultado do trabalho dos produtores, com a tecnologia de manejo e a genética recomendada pela pesquisa e pela assistência técnica", avaliou Silvana. 

A secretária também destacou o investimento recente do Governo do Estado, de R$ 3,5 milhões, para obras de reparação na barragem do Capané, em Cachoeira do Sul. Com a obra, será possível irrigar cerca de 2.500 hectares, beneficiando 40 lavouras de arroz.  

A Fenarroz é um dos maiores eventos orizícolas da América Latina. O Rio Grande do Sul concentra um dos mais importantes pólos beneficiadores de arroz do mundo e atualmente responde por mais de 70% da produção nacional do grão.

“Ao organizar essa edição, procuramos alcançar o produtor rural, a indústria de beneficiamento, operadores de mercado e a todos que compõem a cadeia produtiva do agronegócio. Queremos mostrar tudo que existe de novidades, tecnologias, conhecimentos, máquinas, equipamentos e utensílios que irão auxiliá-los na busca de maior produtividade e melhores resultados econômicos”, disse o presidente da Fenarroz, Francisco de Paula Vargas Júnior.

Com representantes de todo o Brasil e do exterior, a Fenarroz faz parte do calendário de eventos do setor orizícola como uma oportunidade para lançar produtos e serviços e fazer contato com o mercado nacional e internacional. A Secretaria da Agricultura participa com R$ 80 mil para o Pavilhão da Agricultura Familiar.

“A Fenarroz é um evento tradicional, de uma região produtora, que demonstra a importância de toda a cadeia para o Estado, não só na economia, mas também no plano social, pelos empregos que gera no campo e nas cidades. O Irga está umbilicalmente ligado à lavoura de arroz. O instituto desenvolveu, através da pesquisa e da extensão, toda a tecnologia que é hoje empregada e entregue para nossos produtores. E tem papel fundamental no desenvolvimento dessa cadeia”, disse o presidente do Irga, Rodrigo Machado.

O presidente também destacou que a atuação do instituto será potencializada a partir de 2022, quando o Irga passará a receber integralmente o repasse da taxa de Cooperação e Defesa da Orizicultura (CDO). “Vamos ter a capacidade de investir em estrutura para melhorar ainda mais nossa pesquisa e extensão, e também para valorizar nosso pessoal, que está com uma defasagem salarial importante há bastante tempo. A integralidade da CDO garante esses pleitos prementes, antigos, que são reivindicações da lavoura há muito tempo”.

Memorial Nacional do Arroz

A secretária Silvana Covatti também acompanhou a inauguração da sede permanente do Memorial Nacional do Arroz, junto ao pavilhão de exposições, no antigo Engenho Willy Tesch. O espaço foi criado para desenvolver ações que incentivem, valorizem e promovam a preservação da história do arroz no município e região.

“De Cachoeira do Sul, partiram os desbravadores que expandiram a cultura do arroz para outras regiões do Estado, Centro-Oeste do Brasil, chegando hoje ao Norte do nosso país. Então, foi um sonho da comunidade materializar algo para resgatar a história em homenagem desses homens e mulheres, que a escreveram e escrevem até os dias de hoje”, contou o coordenador do Memorial, Jaceguay Barros.

1º Seminário Nacional da Mulher do Agronegócio

Secretária Silvana Covatti participou da abertura do 1º Seminário Nacional da Mulher do Agronegócio
Secretária Silvana Covatti participou da abertura do 1º Seminário Nacional da Mulher do Agronegócio - Foto: Evandro Oliveira

Durante a Fenarroz, foi realizado o 1º Seminário Nacional da Mulher do Agronegócio. Primeira mulher a comandar a Secretaria da Agricultura no Rio Grande do Sul, a secretária Silvana Covatti participou da abertura do evento. Ela destacou o maior desafio de sua carreira como secretária, que foi a realização da Expointer este ano, em formato híbrido. "Um momento de pandemia, 15 mil pessoas visitando o Parque Assis Brasil, eu pensava: se acontecer alguma coisa, vamos ter fechar tudo e ir embora. Mas quando a gente tem fé e coragem, determinação, as coisas dão certo", concluiu.

Notícias

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural