Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Câmara Setorial do Trigo define novo coordenador e avalia safra 2019

Publicação:

Potencial para o trigo indica que os produtores gaúchos podem aumentar a produtividade da lavoura nos próximos anos
Potencial para o trigo indica que os produtores gaúchos podem aumentar a produtividade da lavoura nos próximos anos - Foto: Fernando Dias/Seapdr

A Câmara Setorial do Trigo escolheu, em reunião na terça-feira (26), na Secretaria da Agricultura, o economista Tarcisio Minetto, ex-secretário do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do Estado, como novo coordenador. Os membros da câmara aproveitaram o encontro para avaliar a safra 2019. Em regiões como a das Missões, os produtores colheram médias acima de 60 sacas por hectare, com PH entre 78 a 84.

Segundo os pesquisadores da Embrapa e do Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária da Seapdr, o potencial para o trigo indica que os produtores gaúchos podem aumentar a produtividade da lavoura nos próximos anos, graças à genética das variedades e ao manejo da cultura.

A plenária também indicou sugestões para o Fórum do Trigo, a ser realizado na Expodireto/Cotrijal 2020.

Dados da Emater

A colheita do trigo no Rio Grande do Sul está praticamente concluída, restando algumas áreas na região serrana. A área implantada com o cereal nesta safra é de 757.320 hectares. A produtividade média de 2.955 quilos de trigo por hectare sinaliza uma produção de 2,2 milhões de toneladas, consolidando-se entre as cinco maiores safras da história da produção gaúcha em volume produzido.

De acordo com o Informativo Conjuntural da conveniada Emater, divulgado nesta quinta-feira (28) na regional de Ijuí, houve diminuição da área implantada com trigo em relação ao estimado inicialmente, reduzindo para pouco mais de 219 mil hectares, 29% do total do Estado. A produtividade alcançada, próxima de 51 sacas por hectare, também está um pouco abaixo da esperada inicialmente e a qualidade do produto colhido foi prejudicada pelas chuvas em excesso na fase de maturação. A maior parte do trigo obteve PH entre 74 e 78, impactando na redução do preço final da cultura.

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural