Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Fórum discute práticas conservacionistas do solo e da água na Expodireto

Publicação:

Fórum também premiou melhores práticas conservacionistas do estado
Fórum também premiou melhores práticas conservacionistas do estado - Foto: Emater
Por Cleuza Noal Brutti/Emater

Princípios conservacionistas do solo e da água foram discutidos durante o 4º Fórum Estadual Conservação do Solo e Água realizado na última terça-feira (12) na Expodireto Cotrijal. O evento é organizado pelo Programa Estadual de Conservação do Solo e Água, coordenado pelas Secretarias da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural; do Meio Ambiente e Infraestrutura; e de Educação. 

A programação contou com apresentações de pesquisadores e agricultores sobre o assunto. Para evitar aquilo que chamou de "agricultura do desperdício", o professor e pesquisador da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Jean Minella, listou quatro princípios: proteção do solo, aumento da matéria orgânica, maximização da infiltração de água no solo e controle do volume e velocidade do escoamento superficial. 

"Temos de trabalhar o solo numa perspectiva ampla, não só do ponto de vista químico, mas físico e biológico", destacou outro palestrante do Fórum, Pedro Escosteguy.

"Nada disso é fácil, mas temos de pensar nas características físicas, químicas e biológicas do sistema para termos altas produtividades", disse o agricultor de Ajuricaba, Marcos Fridrich.

"Este evento foi muito feliz, tivemos a oportunidade de juntar a academia, produtores, cooperativas, técnicos, pesquisadores, sindicatos, enfim, eu acho que o pessoal está de parabéns, dentro da Expodireto, por ter promovido este tipo de evento", concluiu o professor da Universidade Federal do RS (UFRGS), Pedro Selbach.

Agricultores conservacionistas recebem troféus

Durante o Fórum, também foram reconhecidos os esforços de práticas conservacionistas de agricultores do estado. O troféu Agricultor Conservacionista do Solo e Produtor de Água do Estado do RS foi entregue a produtores de cinco municípios gaúchos. 

"A seleção destas propriedades atendeu a critérios técnicos, porque não é somente conservar o solo, é ser produtor de água também", explicou o assistente técnico estadual em Recursos Naturais da Emater/RS-Ascar, Edemar Streck. 

Receberam o troféu os agricultores Eliseu Weber (Maurício Cardoso), família Colferai (Nova Roma do Sul), Laurindo Beling (Agudo), Joel Junkhen (Santa Cruz do Sul) e Antônio Nemitz (Manoel Viana), representado no evento pelo filho, Caio Nemitz.

Técnicos e entidades vinculados ao trabalho conservacionista na propriedade dos agricultores também foram agraciados. Em nome da Emater/RS-Ascar de Maurício Cardoso, Nova Roma do Sul e Agudo, receberam o troféu, respectivamente, Diego Monteiro, José Favretto e Diego Katzer; o técnico Gilberto Carminatti, recebeu o troféu em nome da Souza Cruz, de Santa Cruz do Sul; e a engenheira agrônoma Carla Nemitz, que foi agraciada com o troféu em decorrência do trabalho conservacionista realizado na propriedade da família Nemitz.

Os troféus foram entregues pelo presidente da Emater, Iberê de Mesquita Orsi, chefe de gabinete da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Erli Teixeira, superintendente de Produção Agropecuária da Cotrijal, Gelson Melo de Lima, representante da Sociedade de Agronomia do RS (Sarg), Ivo Lessa, pesquisador da Embrapa, Jorge Lemanski, representante do Banco Regional de Desenvolvimento da Região Sul (BRDE), Paulo Roberto da Silva, representante da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Marco Dornelles, coordenador de Políticas Públicas da Epagri, Célio Haverroth, assessor técnico do Sindicato da Indústria do Fumo da Região Sul do Brasil (Sinditabaco), Darci Silva, e pelo assessor parlamentar, Alexandre Farina.

"Isto aqui é um exemplo dos bons programas que temos na Emater, que homenageia aquele que aplica tecnologia, aquele que está comprometido com o futuro da agricultura, não somente em termos tecnológicos, mas em termos de sustentabilidade ambiental", resumiu Orsi.

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural