Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Mapa aposta em aumento na exportação de suínos do RS

Publicação:

20150525154433ministra-katia.jpg
Estado recebe certificado de livre de Peste Suína Clássica - Foto: Cristiano Guerra

Estado recebe o certificado de livre de Peste Suína Clássica nessa quinta-feira

 

Durante evento  da OIE em Paris, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, declarou hoje que a expectativa por parte do Governo Federal é que tanto Rio Grande do Sul quanto Santa Catarina – que recebem nessa quinta-feira o certificado de livres da Peste Suína Clássica – aumentem exportação de carne suína. Atualmente esses dois estados são os responsáveis por 68% do mercado exportador. Só em 2014 o Rio Grande do Sul vendeu mais de 400 mil dólares em carne suína para fora do país.

 

“Este é motivo de comemoração para o agronegócio brasileiro. O reconhecimento internacional de zona livre de peste suína clássica demonstra a responsabilidade e o cuidado que o Brasil tem mantido na área de defesa sanitária”, celebrou a ministra Kátia Abreu.

 

A ministra destacou também  os investimentos em saúde animal e a qualificação dos recursos humanos que trabalham nessa área. Também sublinhou a prioridade dada pelo governo à sustentabilidade com agricultura de baixo carbono para evitar o desmatamento. A ministra lembrou que o Brasil possui 12% de toda a água do mundo e tem a mais rigorosa lei ambiental do planeta. Kátia Abreu realçou o esforço do Brasil no processo de integração na América Latina na defesa sanitária e na criação de um banco de dados contendo todas as informações dos produtos agropecuários e disponibilizados, "on-line" para todos os países. Nossa prioridade é produzir alimentos seguros para combater a fome do mundo, reforçou a ministra Kátia Abreu.

 

O secretário de Agricultura e Pecuária gaúcho, Ernani Polo, acompanha o evento da OIE na capital francesa, ao lado do governador José Ivo Sartori, além de senadores e deputados do Rio Grande do Sul.

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural