Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Animais começam a chegar ao Parque Assis Brasil para a Fenasul Expoleite

Publicação:

foto primeiro a chegar fernando dias
Maraísa (à esquerda) e Valentina (à direita) foram as primeiras a chegar à feira. Foto: Fernando Dias/Seapdr
Por Darlene Silveira

Valentina e Maraísa poderia ser o nome de uma dupla sertaneja, mas são os primeiros animais a chegarem ao Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, nesta segunda-feira (16/5), às 8h, para participarem da Fenasul Expoleite 2022. Valentina, uma vaca da raça Jersey, e Maraísa, da raça Holandesa, são da Agropecuária Cavalheiro, de Boa Vista do Cadeado, de propriedade de Leopoldo Cavalheiro.

Chegada da vaca holandesa Maraísa  Foto Divulgação Seapdr
Chegada da vaca holandesa Maraísa. Foto: Divulgação/Seapdr

Conforme o coordenador da Recepção aos Animais, fiscal agropecuário e médico veterinário da Regional Osório da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Jonas Coruja, todos os animais (equinos, bovinos, bubalinos e os de pequeno porte, como coelhos e aves) devem apresentar a Guia de Trânsito Animal (GTA) atualizada. Além disso, os bovinos e os bubalinos precisam comprovar exames negativos de brucelose e tuberculose; os equinos, exames negativos de anemia infecciosa, de mormo, além da vacina contra Influenza; e os pequenos animais necessitam mostrar atestado recente livre de ectoparasitas.

Segundo o médico veterinário, o foco da exposição é a competição dos melhores de cada raça. “Pretendemos realizar uma boa feira, mantendo a qualidade sanitária dos animais a serem apresentados. Daqui sairá o melhor das raças. Da Expoleite sairá a grande campeã”.

Valentina e Maraísa

O proprietário de Valentina, de 2 anos, e Maraísa, de 3, Leopoldo Cavalheiro, conta que essa é a sexta Fenasul da qual participa. “A Valentina vai participar do Torneio Leiteiro da Associação dos Criadores de Gado Jersey do Brasil, e a Maraísa está no Circuito da Gadolando. É a primeira feira da Maraísa e a segunda da Valentina”, diz o criador, que, há mais de 30 anos, trabalha com melhoramento genético com ambas as raças.

Cavalheiro possui uma propriedade de 130 mil metros quadrados em Boa Vista do Cadeado, onde cria 135 vacas das duas raças. “Os animais, quando vêm para uma feira, são muito pararicados, então voltam mais dóceis para casa. Mas também os paparico em casa”, acrescenta.

Segundo a chegar

segundo a chegar foto fernando dias
Animais da Fazenda Santo Izidro chegaram nesta segunda-feira ao Parque. Foto: Fernando Dias/Seapdr

O segundo participante a chegar, também às 8h, foi a Fazenda Santo Izidro, da localidade de Rincão do São Miguel, em Alegrete. São 17 animais, de propriedade de Marcírio Alves, sendo seis vacas holandesas de 3 a 4 anos, e 11 vacas da raça Jersey, de 3 a 6 anos. De acordo com o cabanheiro Sivonei Passos, que trabalha na Fazenda desde 2006, é o quarto ano de Fenasul. “Mas as vacas já participaram de mais de 10 feiras”, pontua. 

Morena, a vaca holandesa campeã da Expointer 2021  Foto Fernando Dias Seapdr
Morena, a vaca holandesa campeã da Expointer 2021. Foto: Fernando Dias/Seapdr

Ele conta que uma delas é a campeã da Expointer 2021, a vaca holandesa Klass Janie, chamada carinhosamente de Morena. “Ela tem 4 anos. É uma vaca acima da média. Muito leiteira, produz 50 litros de leite por dia”. Outra é a grande campeã e suprema das raças da última ExpoFemi, realizada em Xanxerê, em Santa Catarina, no início de maio. A Hebe, de 3 anos. “Ela produz 35 litros de leite por dia, mas com mais gordura”, exemplifica Passos.

Hebe, grande campeã e suprema das raças da ExpoFemi, em SC. Foto: Fernando Dias/Seapdr
Hebe, grande campeã e suprema das raças da ExpoFemi, em SC. Foto: Fernando Dias/Seapdr

O cabanheiro participa de feiras desde os 7 anos. “Eu tenho um carinho especial por esses animais, que valem hoje cerca de R$ 100 mil cada”. A ideia, conforme Passos, é ganhar mais títulos. Elas vão participar do Julgamento de Morfologia e do Concurso Leiteiro. “Queremos divulgar a genética realizada na fazenda. As duas já são a sétima e oitava gerações para chegarem a esse resultado”, finaliza.

Notícias

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural