Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura e Ibravin apresentam resultados da safra de uva 2017

Números serão divulgados nesta quarta-feira (31), no Palácio Piratini, em Porto Alegre

Publicação:

uvas 01
uvas 01
Por Ibravin/ Seapi

Depois de enfrentar uma quebra de safra de 57% em 2016 – considerada a pior desde a década de 1960 –, o setor vitivinícola tem muito a comemorar neste ano. Nesta quarta-feira (31), o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) apresentará em primeira mão, juntamente com o governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação, os dados da safra de uva 2017 no estado do Rio Grande do Sul. O evento ocorrerá, às 15h30min, no Salão Alberto Pasqualini, no Palácio Piratini, com a presença do governador José Ivo Sartori,  do secretário estadual da agricultura, Ernani Polo, e o presidente do Ibravin, Dirceu Scottá. 

Os números que serão divulgados superam as projeções iniciais do setor, que foram estimadas entre 600 e 700 milhões quilos de uva. Neste ano, a safra iniciou no final do mês de dezembro e se estendeu até a primeira quinzena de abril.             

A produção vitivinícola gaúcha

O Rio Grande do Sul é responsável por cerca 90% da produção de uvas destinadas ao processamento de vinhos, espumantes e sucos e também por, aproximadamente, 90% da elaboração de produtos vinícolas no Brasil. 

De acordo com o Cadastro Vinícola (realizado por meio de parceria entre Ibravin, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e  Seapi – RS), o Estado conta com 675 vinícolas formalizadas. Segundo Cadastro Vitícola (mantido pelo Ibravin e pela Embrapa Uva e Vinho), no Rio Grande do Sul são cultivadas 138 variedades de uva, entre viníferas (destinadas à produção de vinhos finos e espumantes) e uvas americanas e híbridas (reservadas à elaboração de vinhos de mesa e sucos). Entre as principais castas plantadas estão: Isabel, Bordô, Cabernet Sauvignon e Franc, Merlot, Pinot Noir, Tannat, Moscato Branco, Riesling Itálico, Trebbiano e Chardonnay. As principais regiões produtoras são: a Serra, a Serra do Sudeste, os Campos de Cima e a Campanha.

Notícias

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural