Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Vídeo de fogo em tambores para proteger parreiral de geada não é do Rio Grande do Sul

Publicação:

Procedimento do vídeo não está sendo feito no Rio Grande do Sul
Procedimento do vídeo não está sendo feito no Rio Grande do Sul - Foto: Reprodução

Um vídeo que viralizou nas redes sociais nesta quarta-feira (28) mostra diversos tambores pegando fogo, alinhados em um parreiral, para protegê-lo de uma suposta geada. A legenda diz que a ação estaria ocorrendo no Rio Grande do Sul. No entanto, no atual período da cultura, não há necessidade de proteção contra geadas.

"O método de combate à geada que aparece no vídeo pode ser utilizado sim. O fogo e a fumaça. Existe isso. A questão é que não poderia estar sendo usada neste momento no Rio Grande do Sul porque não temos videiras em brotação, com folhas, que é quando elas precisam ser protegidas das geadas", explica a pesquisadora Amanda Junges, do Centro de Pesquisa Carlos Gayer, em Veranópolis, da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR). 

A pesquisadora destaca que, na fase atual da cultura, as videiras precisam de frio. "Agora a planta está em fase de dormência, só com os galhos. O frio é necessário e geadas não causam danos porque não há folhas ainda", complementa.

Notícias

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural